HTML

16/03/2014

51°CAP - A APOSTA - A VINGANÇA NUNCA É PLENA.



O dia correu como se estivesse em uma maratona. O sol já se esconde no horizonte e os últimos raios solares pintam o céu em vários tons alaranjados.

Duas batidas na porta e alguém enfia a cabeça dentro do quarto. É o monitor-chefe:

— Margareth, a turma já está reunida na sala de jogos. Mas nem sinal do Fabiano e da Bárbara.

— Onde esses dois se enfiaram? – a
professora rosna a pergunta. – Em algum momento eles terão que aparecer.

— Estamos esperando por vocês para a reunião começar. – o monitor avisa.

— Quero ir também. – Nina abre os olhos e se remexe, num despertar preguiçoso.

— Não. Você não está bem. – Harry não permite que ela se levante. – E outra, você não precisa passar por isso.

— Eu quero ir. – Nina esfrega os olhos e se senta, tomando o cuidado de não encarar Harry nos olhos. Apesar das imagens serem um
borrão, se lembra do suficiente para ficar com vergonha pelo resto da vida.

— Ela precisa estar presente. – Nathália vai em favor de Nina.

— Concordo. – Lais está com os punhos cerrados desde que viu a amiga naquela situação constrangedora.

— Que seja. – Margareth concorda.


~~***~~

Um murmurinho incessante toma conta dos ouvidos de Nina. São acusações, conjecturas, especulações das mais diversas. Quando ela Harry entram na sala de jogos, o silêncio recai como um meteoro.

— Não me olhem assim. – Nina pede,
encarecidamente. – Não é uma droga que vai me derrubar. – os olhares são dos mais diversos e Nina tenta não se fixar ninguém em especial, não está a fim de decifrar as
expressões de pena nos rostos da turma.

Gancho se levanta do sofá de dois lugares, dando lugar para Nina e Harry. Ela se senta com dificuldades e ele toma lugar ao seu lado, abraçando-a quando o corpo dela se agita, tremendo de frio.

Nathi estende a mão para Gancho e eles se recostam na parede, aguardando que a reunião comece.

— Se não se sentir bem, promete falar? – Harry sussurra, entrelaçando seus dedos aos de
Nina.

— Prometo. – ela deita a cabeça no ombro dele.

— Ok, pessoal, o negócio é o seguinte: Ninguém sairá dessa sala hoje até que a verdade apareça. – o professor de Literatura toma a palavra. – A amiga de vocês foi
drogada. O sangue já seguiu para análise e os culpados terão que aparecer.

— Nós queremos a verdade e queremos agora! – Margareth ruge com voz altiva.

— Querem a verdade? Pois eu direi a verdade. – teatralmente, Bárbara faz sua aparição, emoldurada pelo batente das portas duplas da sala de jogos. O show está prestes
a começar.


~~***~~

O quebra pau tem início. Acusações voam como flechas pela sala de jogos. Os professores e monitores tem dificuldades para colocar a casa em ordem. E o circo pega
fogo quando Bola entra na sala. Aí a coisa fica feia. Todos os garotos querem socar o cara e ele precisa ser protegido pelos professores.

— Calem a boca todos vocês! – Margareth grita, a plenos pulmões. – Ouviremos a Bárbara primeiro.

— Vai ouvir essa vaca? – Nathi se joga na direção da Kibi, querendo muito socar aquela cara de vadia. Mas Gancho a segura, abraçando-a por trás.

— Ora, ora, ora… a Nathália se revela, não? – Bárbara requebra o quadril, levando as mãos à cintura. – Sua idiota, você não faz ideia, não é?

— Não faço ideia do que, sua biscate? – ela luta para se desvencilhar de Gancho, mas o
cara é mais forte.

— Você é uma aposta, meu benzinho. Uma. Aposta. – Bárbara degusta cada palavra, vingando-se de Gancho. – Gancho versus Nathi, uma das apostas do ano! – Bárbara
gargalha alto, deliciando-se com o momento.

Nathi não consegue engolir. A garganta se fecha, arranhando. Está atordoada, não acredita que isso esteja acontecendo. Ela é
uma aposta?

— Eu não concordei com isso, Nathi, você precisa acreditar em mim. – Gancho sussurra em seu ouvido.

— Eu sou uma aposta? – ela se vira para encará-lo.

— Sim, você é uma aposta! – Bárbara desdenha. – Aliás, a Camila ali também é uma aposta, não é, Niall?

— O quê? – Camila se levanta num
sobressalto. – De novo? – os olhos da garota se enchem de lágrimas. – Seu desgraçado!

Camila precisa ser contida pelas amigas. Niall tenta se explicar, mas as palavras se dissolvem no calor da discussão. Todos voltam a falar ao mesmo tempo e Margareth
dá um berro para conseguir silêncio.

— Parem já com isso!

O professor de Literatura retoma a palavra, com sua voz ensebada e um tanto presunçosa:

— A Suzana nos contou que você e o
Fabiano drogaram a Nina. Isso procede? – o professor se dirige à Kibi Mor.

— Suzana… ah, Suzana. Eu avisei que se não estava comigo, estava contra mim. – Bárbara mira as unhas violeta. – A Suzana é tão boazinha, não é?

— Babi, por favor. – Suze sabe o que Bárbara pretende revelar. – Isso é um assunto meu.

— É seu, é? Pensei que era um assunto do Liam também. – Bárbara aponta aquelas unhas compridas na direção do garoto.

— Vamos focar no assunto central dessa reunião. – o professor tenta retomar as rédeas, sem sucesso.

— Espere, professor. Eu quero ouvir o que ela tem a dizer. – Liam se levanta do chão, já aguardando a bomba.

— A Suze aqui engravidou de você no ano passado. E eu, como uma boa amiga – Bárbara olha para Suzana e volta a encarar Liam –, a levei para fazer o aborto.

Posso falar um palavrão? Essa Kibi é uma biscate da pior categoria!
Pronto. É o que basta para a sala de jogos explodir em mil pedaços. Mais gritos, mais acusações, muita choradeira…

Nathália desaba em lágrimas nos braços de Lais. Zayn consola Gancho que acaba de socar a parede com toda a força. Camila bate
em Niall toda a vez que ele tenta se aproximar. Suzana cai prostrada no chão, levando as mãos à cabeça.
Liam olha para o nada enquanto os amigos tentam confortá-lo.

Nina está com o rosto escondido no peito de Harry. O que virá agora? Qual a próxima bomba que Bárbara jogará na turma? Como ela pode ser cruel a esse ponto?

Harry afaga os cabelos de Nina, beijando sua testa. O corpo dela ondula de frio e o garoto a enlaça de forma vigorosa, buscando mantê-la aquecida. Apesar do lugar estar ruindo, é como se esses dois estivessem em uma outra dimensão, em segurança.

— Parem! – Margareth sobe em uma
cadeira para se fazer ver e ouvir.– Não chegaremos a lugar algum assim!

— Bárbara, conte logo por que você e o Fabiano drogaram a Nina e que tipo de substância utilizaram. – o professor pega a garota pelo braço, irritado. – Agora!

— Certo, eu já iria chegar lá. – a Kibi Mor sustenta um sorriso perigoso nos lábios. O momento máximo da vingança acaba de
chegar.

— Quietos! – Margareth desfere o grito, como um golpe. Finalmente o silêncio é retomado, em meio aos soluços de três garotas: Nathi, Camila e Suzana.

— Eu chantageei o Harry para que ele aceitasse a aposta da Nina. – Bárbara faz uma pausa, aguardando a reação da principal interessada. E a reação vem. Nina levanta o
rosto do peito de Harry e seus olhos trêmulos encaram os triunfantes da Kibi. – Eu o
chantageei com um vídeo detalhado, em vários ângulos, mostrando a verdade sobre o acidente com a moto. Vocês se lembram do acidente, não é? Pois bem, o Harry mentiu para o pai dele, dizendo que um caminhão havia
passado por cima da motinho novinha. Não devemos mentir, não é Harry? Acho que aprendeu a lição.

— Continue, Bárbara! – Margareth cruza os braços à frente do corpanzil. – E se atenha apenas ao que lhe for perguntado.

— Bom, o fato foi que o Harry aceitou a aposta de Nina mediante a minha chantagem.

— O que você pretendia com isso? – o professor pergunta, intrigado.

— Vingança! – ela ruge, entredentes. – Todos vocês se lembram do que essa vagaba aprontou comigo, não se lembram? Eu só queria me vingar.

— O lance dos cartazes. – o professor se lembra. – E nessa vingança você fez uso de substâncias ilícitas? Você drogou a Nina?

— Não fui eu. Foi o Bola ali. – Bárbara sorri ao apontar o culpado.

— Como é? – Bola dá um pulo da cadeira. – Ei, eu não fiz isso sozinho!

Ai, meu Deus. O caos retoma a sala de jogos. Enquanto as acusações inflamam ainda mais o ambiente, Nina e Harry se entreolham.

— Por que não me disse? – ela o encara tristemente.

— Eu iria contar, lá no Centro de
Arborismo. Mas então, deu tudo errado. – ele se defende.

— Se o seu pai assistir a esse vídeo, o que acontecerá? – Nina pergunta e os dois conversam baixinho, como se o mundo não
estivesse acabando ao redor.

— Ele não vai pagar a minha faculdade de música. Serei obrigado a trabalhar com ele e
desistir da carreira. –Harry morde o lábio, fazendo força para não chorar.

— Então foi encenação. Tudo o que
aconteceu aqui foi porque você estava sendo chantageado. – Nina afirma em voz alta, para si mesma.

— Eu realmente estou apaixonado por você, Nina.

— Desde quando? – ela engole o choro.

— Eu não sei dizer. Talvez tenha
acontecido no jogo de tênis ou depois disso. Eu realmente não sei.

O silêncio recai após a tempestade de acusações. Bárbara então retoma a palavra:

— O Bola, achando que iria me ajudar com a vingança, dopou a Nina com uma substância chamada Droga da Coragem. Ele só me contou que fez isso depois que ela
havia ingerido o negócio, diluído no suco de maracujá.

— Mentira! – Bola e Suzana gritam em uníssono.

— Isso é mentira. A Bárbara ficou com o Bola ontem no luau para que ele dopasse a Nina hoje! – Suzana abre a verdade.

— Suzana, o que a Bárbara queria com tudo isso? – o professor pergunta, quando a turma finalmente faz silêncio.

— Ela passou a viagem inteira fotografando e filmando a Nina e o Harry. Eu ainda não sei onde ela usará as imagens, mas ela tem fotos realmente boas para destruir a reputação da Nina. – Suzana faz uma pequena pausa para respirar. – E não é só isso: Ela quer acabar
com o Harry também.

— Isso é caso de polícia. – o professor sussurra no ouvido de Margareth que meneia a cabeça em confirmação. – O diretor vai enlouquecer.

— Nem me lembre disso. – Margareth
sacode a cabeça e quando dá por si, uma nova confusão está armada.

Gancho parte para cima de Bola. Suzana se agarra aos cabelos da Kibi Mor. Camila morde Niall, arrancando-lhe sangue. Nathi está
chorando, compulsivamente.
Nina olha para o nada. Harry olha para ela. A garota está imóvel, inconsolável. A tristeza deságua sobre ela como um tsunami. Nina sente o brilho próprio se apagando, como uma estrela prestes a desaparecer.

Fazendo um tremendo esforço para se erguer, ela se desvencilha dos braços de Harry.

— Onde vai? – os lábios do garoto tremem.

— Me deixe em paz. – ela lança um olhar áspero em sua direção.

— Nina...

— Já disse, me deixe em paz.

Nina busca o apoio de Lais que precisa se dividir em duas, amparando as melhores amigas. Bárbara percebe que Nina está
prestes a sair de cena e não perde tempo:

— Vai fugir, sua vagaba? Quem é a biscate agora, hein? Aquela droga só mostra quem você realmente é! – Bárbara brada, empurrando Suzana sobre uma mesa. – Ah, e só para você saber, fui eu que mandei o
Harry levar você para o Centro de Arborismo! Euzinha aqui! E ele cumpriu as minhas ordens! – a Kibi está vermelha de tanto gritar.

— É mentira! – Harry se desespera.– Nina, isso é mentira! – o garoto tenta conversar, mas Lais não permite.

— Vem, vamos sair logo daqui. – Lais enlaça as amigas pelos braços e as três deixam a sala de jogos para trás.


Nota da Autora: A hora das verdades chego,e se você Amora, tem algo a confessar que seja agora, antes que a Kibi Mor saiba de tudo e acabe com todos os seus planos de uma vida feliz com o galã da novela. Uau, nem esperava que soasse tão clichê assim Hahahaha' E ae Amora? Gosto do capitulo? Espero que sim. beijos, até o próximo :3


15 comentários:

  1. Heuhei eu confesso q amo 4 gays, 3 bi e 2 barangas! Kkkkkkkkkk pronto, falei.
    Nossa, como eu amo meus ídolos '-'
    OLHA O BARRACO! MIL TRETAS! KKKKKKK
    tadinhas das meninas e dos boys :/ kkk
    Continuaaaaa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confesso que também amo 5 gays kkkkkkkkkkkkkkkkkk'
      Continuo sim Amora :3
      Beijos.

      Excluir
  2. TRETAAAAAAAAAAAAAA.... kkkkkkkk' Caracaaa, essa entrou pra história! Essa fic é tudo de bom...continuaaa! Beijos xBruna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu amo Tretaaa (8 kkkkkkkkkkkk'
      Ooonw Obrigada Amora <3
      Beijos :3

      Excluir
  3. Leeh tem um selinho pra vc no blog e não, não estou retribuindo pq vc q deu um pro meu blog e sim pq vc merece (merece muito mais mas blz):
    http://s-e-m-p-r-edirectioners.blogspot.com.br/p/mini-imagines_22.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai meu Deus, muito obrigada pelo selinho Amora :3

      Excluir
  4. Leeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeh!!!
    Como senti sua falta :')
    Pensou que tinha se livrado de mim foi?
    Nananinanão! Eu voltei para te assombrar MUAHAHAHA!
    Vc ainda lembra de mim? Espero que sim porque por todo o tempo que eu fiquei fora eu pensei em vc e na sua fic.
    Alias, vc ñ tem noção da sdd q tava sentindo da fic.
    A aposta é a coisa mais incrivel, fabulosa e perfeita que eu já li.
    Sabe de uma coisa? Durante esse tempo eu percebi que vc é mais do q a minha autora preferida, vc é minha amiga.
    Quer dizer, vc pode ñ me considerar uma amiga por nunca termos conversado de vdd ou nunca termos nos visto pessoalmente mas eu te considero como minha unica e melhor AMIGA VIRTUAL. kkkkkkkkk
    Sem mais delongas vou te contar o porquê do meu sumiço.
    Eu estava com alguns problemas psicologismos. Não estava louca, tava com principio de depressão. Eu sofria (sim, SOFRIA :D) bullying na escola por ser directioner e lovatic. Mas agora q eu voltei mudei de escola e ate fiz amigas directioners. Ai minha mãe me mando pra Manaus pra eu passar um tempo com a minha tia, sem NENHUM tipo de tecnologia. Não sei como sobrevivi, mas no começo foi MUITO difícil. Todo dia me perguntava se vc tinha postado alguma coisa nova. Vc pode não acreditar mas é vdd.
    Voltei faz 4 dias e a primeira coisa que fiz no computador foi pesquisar coisas dos minos e seu blog. (li todos os capítulos q tinha perdido ontem)
    Fiquei tão feliz ontem que vi q seu blog começou a fazer sucesso, vc merece td isso e muito mais amor. Minha irmã (Debby Collins) acompanha o seu blog vc viu?
    Vc vai longe se continuar escrevendo bem assim.
    Sobre o capitulo: MIL TRETAS!!! kkkkkkkkkk
    Eu li todos sorrindo muito.
    Não da pra expressar minhas sdds em palavras.
    Queria q vc soubesse q amo a sua fic e q te amo muito meu amor, vc é minha diwa e eu sou sua maior e primeira fã :')
    Conte com os meus comentarios pq agora estou de volta pra ler essa historia perfeita

    xx da sua fã que te ama,
    Nut.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nut sua vadea!
      Ta sentindo mais sdd da leeh do q de mim né sua chata?
      quero conversa com tu então me liga logo ok sua baranga?
      to com sdd amore, serio :'(
      (eu e a nut ñ somos irmãs de sangue, ela é filha da 2 mulher do meu pai por isso a gente mora longe, mas é legal ter uma irmã da mesma idade q eu q é directioner apesar da gente quase nunca se ver pessualmente...) <--- só pra vcs n acharem q eu sou loca

      Excluir
    2. ***pessoalmente
      vish tem uns mil comentários meus aqui o.O

      Excluir
    3. Nuuuuuut pensei que você tinha abandonado :'(
      Que saudades de tu Amoraa, jura que você foi pra Manaus??
      Como é lá? Foi picada por mosquitos azeitonas? (Minha mãe diz que existe, entãão, quem sou pra discorda? kkk')
      Você e a Debby são irmãs? Eu sabia que a minha intuição estava certa Muahaha'

      A unica coisa que eu quero, é agradecer você Nut, por acreditar sempre em mim, e mesmo que a gente nem se conheça, você já foi considerada minha melhor amiga virtual <33
      Da próxima vez que você ficar com principio de depressão, vem pra Hortolândia Okay ?? kkkkkkkkk' (Ps.: É aonde eu moro)

      Xx Da sua fã que te ama.
      Leeh :3

      Excluir
  5. Olá! Meu Deeeus, continua *000*
    seguindo aqui, retribui?
    Beijos, Fanfics One Direction.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi Amora!
      Continuo sim.
      Obrigada por seguir o blog, pode deixar irei retribuir :3

      Excluir
  6. Quero
    Matar
    A
    Bárbara
    :)


    Ai ta peeeeeerfeito e eu acho que já disse isso aqui antes. No capítulo 50 pensei q já estivesse no final mas aí vi o 51 e estou nervosa e ansiosa querendo o final
    Continua please ♥.♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooonw continuo sim minha Amora e obrigada pelo perfeito >.<
      Beijoos :3

      Excluir

A cada 10 pessoas que comentam 4 delas dizem, na verdade o que eu realmente não sei o que estou falando, então se entendeu parabéns e obrigada por comentar.
E lembrando foi comprovado cientificamente que comentar emagrece.